Ballantine's Day!
A eventual solteirice nada me impede de gostar do Dia dos Namorados. A data é comercial, concordo, mas também é um momento para os apaixonados festejarem e os já não tão apaixonados lembrarem de como era o tempo em que tudo era motivo de sorrisos --até mesmo uma salsinha enfeitando o dente da frente. Além de ser uma ótima oportunidade de preparar algo especial para a gata. Para essas datas, quanto mais tempo na cozinha (e quanto mais comida), pior. Uma receita de massa com camarão vai bem: tanto a massa como o fruto do mar são fáceis e rápidos de se preparar. O que garante mais tempo longe das panelas. A meu ver, uma garrafa de vinho Chardonay (branco) combina perfeitamente com a ocasião. Assim como morangos --os mais vermelhos e bonitos que encontrar-- e chantili de sobremesa.

Spaghetti com camarões ao molho de gengibre e laranja

Você vai precisar de

Equipamento: uma frigideira média (antiaderente, de preferência), uma panela grande para cozinhar o macarrão, um escorredor de macarrão.

Camarões
300g de camarões médios, limpos e com cauda (nada de camarão miúdo, seu mão de vaca)
1 colher de sopa de azeite
1 colher de chá de gengibre picado
Suco de 1 laranja, coado (cerca de 150 ml de suco, não mais que isso)
Sal e pimenta do reino

Para a massa
250g de spaghetti (outras massas recomendadas: tagliatelle e farfalle, aquele em forma de gravata)
2,5l de água
1 colher de sopa de sal
1 colher de sopa de azeite

Como fazer
Tempere os camarões com sal e pimenta a gosto.
Aqueça o azeite na frigideira no fogo médio alto
Quando o azeite estiver quente, acrescente o gengibre e refogue por 1 minuto.
Acrescente os camarões e o suco à frigideira e cozinhe por, no máximo, quatro minutos. Os camarões devem estar firmes, mas não borrachudos. Na dúvida, cronometre o tempo com um relógio. Prove e corrija o sal do prato, deixando-o a seu gosto. Desligue o fogo e deixe tudo na frigideira.

Enquanto isso, coloque a água para ferver numa panela, junto com a colher de azeite e sal. Quando ferver, acrescente o spaghetti e cozinhe de acordo com o tempo indicado na embalagem, aproximadamente 8 minutos para macarrão do tipo grano duro (o melhor dos industrializdos, na humilde opinião desse blogueiro). Cuidado para não cozinhar demais e ficar molenga --de novo, basta ficar de olho no relógio. Escorra o macarrão e coloque numa travessa imediatamente.

A essa altura, os camarões devem estar frios. Simples: aqueça-os rapidamente, não mais que 1 minuto, e misture ao spaghetti cozido. Se quiser fazer bonito, sirva em pratos fundos, da seguinte maneira: coloque uma porção de massa num lado do prato e, ao lado, a porção de camarões. Salpique pouca salsinha por cima. E sorria à vontade.

Portishead - Glory Box (Roseland NYC version)
Receita: Pão com tomate
A tapa mais tradicional e simples de fazer.

  • Você vai precisar de

  • 4 tomates
    2 dentes de alho
    4 fatias não muito grossas de pão italiano ou 8 fatias de pão francês
    Azeite
    Sal

  • Como você vai fazer

  • Coloque as fatias de pão italiano no forno para torrar levemente, o suficiente para o miolo ficar ainda um pouco macio. Corte os tomates ao meio e retire as sementes; descasque o alho. Quando o pão estiver torrado, esfregue um pouco de alho no pão, depois esfregue o tomate. Regue com um fio de azeite, coloque um pouco de sal e sirva.
    Receita: Torradas com camembert e morangos
    Além de deliciosa, o visual dessa é demais.



  • Você vai precisar de

  • 8 morangos
    8 fatias de queijo camembert
    4 fatias de pão de forma (você pode variar e escolher o pão de forma de sua preferência)
    Azeite

  • Como você vai fazer

  • Corte os pães em oito quadrados de mais ou menos 3cm x 3 cm e coloque os no forno para torrar (cuidado para não queimar).
    Corte cada morango em duas fatias.
    Monte a tapa da seguinte maneira: pegue uma torrada , coloque uma fatia de morango e cubra com uma fatia de camembert. Leve ao forno até derreter o queijo. Quando o queijo estiver derretido, retire e coloque mais uma fatia de morango por cima. Regue com um fiozinho de azeite (bem pouco) Você pode decorar com um pouco de caviar ou alguma ova de peixe.
    Tapas y besos
    Daí que você convidou a moça para beber um tantinho de vinho na sua casa e, melhor ainda, ela aceitou. Como meninas em geral não têm estômago tão forte para agüentar o estrago do álcool, seria um ato de muita boa educação oferecer alguma coisa para comer enquanto se bebe o vinho e a conversa vai sendo jogada fora. Para não estragar a noite, o melhor é servir alguma coisa leve, sabe? Nada de grandes comilanças –vocês ainda têm a noite inteira pela frente.

    Tapas são uma excelente pedida. Nada a ver com agressão, ô animal; tapas são petiscos bastante famosos na Espanha, servidos em praticamente todos os bares para acompanhar vinhos, cervezas e bebidas em geral. Aqui no Brasil, estão começando a ser descobertos: há um bar em Pinheiros (SP) chamado Tres, especializado no assunto, e restaurantes como o novo e bem-falado Eñe também capricham. O melhor é que muitas delas são fáceis de fazer e você tem tempo de sobra para se dedicar ao que importa.

    One More Kiss, Dear - Blade Runner OST

    recesso forçado
    Estava em recesso forçado desse blog por absoluta falta de tempo. Vou tentar me dedicar mais a ele, o tanto que os trabalhos me permitirem.
    Red Red Wine
    Se você está no time dos marmanjos, são grandes as chances de sua bebida preferida ser a cerveja. Até aí, morreu o Neves: em geral, faz um calor do cão nessa terra e a celveja é o acompanhamento natural. Acontece, rapaz, que muitas mocinhas apreciam outras bebidas, como caipirinhas, licores, margaritas e, claro, VINHO! E suncê só tem a ganhar se passar a apreciar dessa bebida. As vantagens são inúmeras e você deve (deveria, pelo menos) ter imaginação suficiente para pensar em algumas delas. Pode-se até argumentar que vinho é coisa de fresco. Isso não quer dizer que VOCÊ tenha que ser fresco e ficar falando de notas, aromas, e tals (a não ser que a moça seja enófila, o papo ficará muito chato). Basta escolher um bom vinho tinto --que deve estar na faixa entre R$ 30 e R$ 40 no caso de garrafas da Argentina e do Chile; um pouco mais para as garrafas da Europa--, colocar boa música no som e convidar a gata pruns dois dedos de prosa. O resto é contigo. Se tudo isso falhar, apele para o São Marvin Gaye.

    Jack Black - Let's Get it On ("Alta Fidelidade" é sensacional, não?)

    Palmtop
    Outra receita que cai muito bem nesses dias de temperatura civilizada, mas que a maioria das pessoas erroneamente chama de "frio". Pedido/dica da Frávia, que também é adepta de climas amenos e cozinha que é uma belezura.

    Receitas:Creme de Palmito

  • Você vai precisar de
  • 1 vidro de palmito em conserva (300 g)
    1 litro de leite
    2 xícaras de chá de caldo de carne ou de legumes
    2 colheres de sopa Maizena
    3 colheres de sopa de manteiga sem sal
    1/2 cebola picada finamente
    Quanto baste de sal

  • Como você vai fazer
  • Escorra a água do palmito em conserva e separe uma ou duas unidades. Corte em rodelas não muito finas. Coloque o restante do palmito no liquidificador, adicione o leite, o caldo (de carne ou legumes), a Maizena e bata até desmanchar bem o palmito. Quando tudo estiver devidamente batido, derreta a manteiga numa panela e adicione a cebola. Refogue por uns cinco minutos, até murchar. Junte o creme de palmito. Mexa bem e deixe cozinhar em fogo médio até perceber que o caldo está espesso e saboroso. Acrescente o sal no final, e depois as rodelas de palmito reservadas anteriormente. Sirva com torradas. Dá para 4 (ops!)

    Achei também uma versão light para o creme de palmito. Não é muito minha cara, mas você pode arriscar.
    Se aqueça nesse inverno
    Daí que o frio chegou! Particularmente, acho que o frio é bom para tudo, pelo menos para as coisas que importam: dormir, comer, beber, fazer sexo, etceteras. Concordo que temperaturas próximas de zero não são tão festivas/cafajestes quanto o calor, que convida as pessoas a saírem e usarem pouca roupa, o que é uma beleza nesse país tropical de mulé bonita. Por outro lado, o clima é o maior aliado de convites para comer fondues e tomar sopas e vinhos (você toma vinho, certo? se não, precisa é tomar vergonha na cara!). Sendo assim, vamos a algumas dicas para você aproveitar melhor o frio --acompanhado, de preferência.

    Essa aqui vem da Cris, amiga desde a faculdade, e que tive a agradável surpresa ao ver que ela recentemente criou um blog sobre culinária (e otras cosas) bem bacana. É um creme de mandioquinha, bem fácil de preparar. Pra não ter erro, você só precisa fazer um caldo de legumes decente --nada de caldo pronto, certinho? A mandioquinha você já encontra descascada em alguns supermercados. Meu paladar sugere usar creme de leite em vez de leite e manteiga de verdade (sem sal). Vai ficar um creme mais saboroso e "gordo". O que, na prática, é só uma desculpa para perder as calorias extras com a ajuda da bonitona. (Se estiver "solito", vá na opção light. É a vida).

    The Rolling Stones - She's So Cold
    Com Quinór não é melhor
    Aí você pergunta: "Não serve o caldo Quinór que eu compro no mercado?" Não, não serve. Caldos prontos costumam ser muito salgados, pois têm excesso de glutamato monossódico (ou MSG) e são feitos com porcarias como gordura trans, que vão entupir seu coração e você vai morrer mais cedo, blá blá blá. Se a sua preguiça for monstruosa --o que é batante compreensível-- até é aceitável que você use um caldo pronto. Mas com algumas condições. A primeira é: dobre a quantidade de água usada para dilui-lo. Se na embalagem mandam você diluir um cubo em 500 ml de água, aumente a quantidade para 1 litro. A outra condição: saiba que TUDO que você fizer com caldo pronto nunca ficará tão gostoso quanto um prato feito com caldo "de verdade".

    Receitas: Caldo de Legumes
    O consumo de álcool durante o fim de semana fez com que esquecesse de um outro caldo superfácil de fazer e que, justamente por ser fácil, quebra um galhão na hora de fazer sopas e risotos: o caldo de legumes. O único trabalho é o de cortar legumes e cozinhar tudo por 40 minutos.

  • Caldo de legumes
    1 cebola grande, cortada em uns 8 pedaços
    1 alho poró, cortado em pedaços grandes
    1 talo de salsão, cortado
    1 cenoura, descascada e cortada em pedaços
    1 tomate, cortado ao meio. Aproveite e retire as sementes
    3 dentes de alho, sem casca e esmagados com a lâmina de uma faca grande
    3 ramos de salsinha ou 1 colher de chá de salsinha desidratada (daquelas que já vêm embaladas)
    3 ramos de tomilho ou 1 colher de chá de tomilho desidratado (daqueles que já vêm embalados)
    1 colher de chá de pimenta-do-reino em grãos.
    2 colheres de sopa de óleo
    1,5 litro de água

    Como fazer: aqueça o óleo em uma panela grande, adicione os legumes e refogue por 5 minutos. Acrescente os temperos (alho, salsinha, tomilho e pimenta), cubra com água e cozinhe em fogo baixo por cerca de 40 minutos. Coe e está pronto para usar. Se for usar no mesmo dia, guarde na geladeira, senão, congele.
  • Receitas: Caldos
    Achei duas receitas fáceis de fazer de caldos de carne e de frango no Cybercook. Estão redondinhas, basta segui-las e não há erro. A de fumet tive que tirar de um livro, mas é igualmente fácil. Se tiver dúvidas, mande um emeio ou peça ajuda nos comentários.

  • Caldo de Carne, via Cybercook
  • Caldo de Frango, via Cybercook

    Fumet (caldo de peixe)

  • 1kg de espinhas e cabeça do peixe
  • 150g de cebolas
  • Meia cebola roxa (opcional)
  • Meia cenoura (opcional)
  • 2 talos de aipo
  • 1 alho-poró pequeno
  • 1 bouquet garni (Pegue uma folha do alho poró e dentro coloque uma folha de louro, 3 ramos de tomilho e 3 ramos de salsinha. Amarre com um barbante).

    Modo de fazer: Quebre os ossos/espinhas de peixe. Junte todos os ingredientes numa panela, cubra com água fria e ligue o fogo alto até ferver. Retire a espuma que irá se formar e, depois, abaixe o fogo. Cozinhe lentamente por cerca de 40 minutos. Coe e deixe esfriar. Se não for usar imediatamente, congele. Dura pelo menos 1 mês no freezer.
  • Sopa de ossos
    Caldos --também chamados de fundos nos livros de gastronomia-- são a base de uma boa comida. Provavelmente é o que todo bom "chef" vai dizer, e não sou eu quem vai discordar. Na prática, um caldo é feito com ossos e pedaços menos nobres que você geralmente joga fora quando vai cozinhar. Um caldo de carne, por exemplo, leva ossos e pedaços de segunda do boi. Os ossos são assados e depois cozidos com legumes e temperos para formar um... caldo. Pode parecer meio nojentão, mas o lance é que todo esse processo faz com que o caldo seja uma base saborosa pra você usar na sua comida. Caldos podem ser usados para fazer risottos, cozinhar massas, fazer sopas, recheios, molhos e outras coisas. É verdade que preparar um caldo dá trabalho. Por outro lado, ninguém nunca faz um pouquinho de caldo --o mais comum é fazer de baciada. Depois, é só congelar e usar quando precisar.

    Gabin - Into My Soul
    Lengalenga
    Olha, tô sabendo que já escrevi demais e nem cheguei na parte das receitas. Mas é que depois de estudar/cozinhar por um tempo, acho essas dicas importantes de verdade. Um dos motivos é que você vai ter alguma cultura gastronômica, e isso pode ser usado para (tentar) impressionar uma mocinha. Depois, a comida vai ficar, de fato, mais gostosa. De qualquer forma, não esqueça de escrever e mandar sua sugestão. P.S: sei que o blog parece coisa de menino, mas não é; mocinhas são sempre bem-vindas e podem ficar à vontade para enviar sugestões/comentários/pedidos de receitas, etc.

    The Postal Service - Such Great Heights
    Pauta é o que não fauta...
    ...como já diria o Zé Simão. Por isso, ficaria muito, mas muito feliz mesmo, se os três leitores desse blog escrevessem pedindo sugestões de receitas/dicas de cozinha/etc. Pra isso, basta mandar um emeio para esse endereço. Também vale deixar as sugestões no comentários. Elogios são bem-vindos, críticas nem tanto, mas lemos mesmo assim. Então, demorô pra escrever.

    Calvin Harris - Acceptable in The Eighties
    Play it again, Sam
    Ahn, uma coisa nada a ver. Volta e meia vou colocar vídeos ou músicas para você ouvir pela net. Não tem nada a ver com comida, aparentemente, mas é que não vivo sem música, então achei por bem colocar uns links. É fácil e, das veiz, quem estiver lendo o blog descobre alguma coisa interessante. Via de regra, acho que música tem tudo a ver com comida. Ou, pelo menos, com almoços e jantares. Explico isso em outro poust, já que agora tou detonado. Fui!

    Nada Surf - Imaginary Friends (Acoustic)
    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



    Meu Perfil
    BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Gastronomia, Música
    Visitante número: